Drácula, a volta da lenda aos tempos modernos!

Drácula, a volta da lenda aos tempos modernos!

No primeiro dia do ano, isto é, 01 de Janeiro de 2020, a Netflix disponibilizou mais um lançamento épico, Drácula, que foi ignorado por muitos, e dessa forma a mini-série sobre o lord das Trevas não teve tanta audiência como merecia, isso mesmo, merecia.

Felizmente, amante de novidades como sou, não consegui deixar de ver a maravilha que foi a nova versão do chupador de sangue produzida pela Netflix.

Protagonizada por Claes Bang e Doris Well, a nova versão da já conhecida e explorada história, trouxe uma versão totalmente diferente, no entanto adequada daquilo que poderia ser a vida do Conde, se fosse real.

Passando à história, a série se passa, numa primeira fase, no século XVIII, acho eu, e começa por contar a história de Jonathan Harker, um advogado que iria finalizar o processo de mudança do Conde para Inglaterra, mas acaba por se ver envolvido numa época de caça e acasalamento do mesmo.

A história é narrada por Harker à duas freiras uma delas Agatha Van Helsing, e a outra que acabaria por revelar ser a esposa de Harker.

A série que se passa ao longo de 3 episódios contou como era a relação entre o Conde e os Católicos, assim como o início da rivalidade entre este e os Van Helsing.

Numa transição muito admirável, a história passa para 2019 onde é revelado que alguns agentes da Fundação Jonathan Harker (fundação criada pela esposa de Harker séculos antes em sua memória) estavam a sua espera, liderados pela Dra. Zoe Van Helsing (descendente de Agatha), é-lhe dito que está inativo e desaparecido a mais de um século, mas que a sua chegada já era premeditada.

Dentre várias situações importantes para a história, é importante ressaltar a forma como decidiram finalizar a história e matar o Conde, que convenhamos, foi de uma forma muito criativa e muito bem executada, e que apesar de ser conhecida por prolongar as suas obras, desta vez a Netflix realmente surpreendeu-me.

Cada episódio dessa série nos leva a quase 90 minutos de pura emoção, e como não poderia deixar de fazer, recomendo com um nota de 8.5/10. Com certeza na minha idade essa foi a melhor maneira de encerrar o ciclo de actuação do Conde mais conhecido do mundo!

Então Cinetowners, com certeza alguns de vocês já viram a série, deixa nos comentários a sua opinião e não esqueça de ir debater comigo lá no facebook, no grupo Cinetown – Filmes e Séries, siga-nos nas redes sociais para estar actualizado.

Deixe a sua opinião sobre o artigo!

Actualização da CineTown 🎬

Estamos com canal novo no Youtube, já lá vai o tempo em que para conseguirem saber o que assistir, tinham que vir e ler os meus comentários inusitados, agora também terão que ouvir! Visitem, assistam, inscrevam-se e partilhem com os amigos.